16 de abr de 2009

Magistratura se aproxima da sociedade



EVENTO 1

Associação Juízes para a Democracia (AJD)

Sexta, 17.4, às 19 horas, no Cesusc (Santo Antônio de Lisboa), lançamento do núcleo catarinense da Associação Juízes para a Democracia (AJD). Objetivos da entidade: interlocução com os movimentos sociais e a democratização das instituições públicas.

A AJD é formada por juízes com postura crítica em relação ao próprio poder judiciário e suas decisões, que defendem a democratização desse poder e sua aproximação com os movimentos sociais e populares, ao contrário de sua criminalização.

Inspirada na ação dos juízes italianos que enfrentaram a Máfia durante a Operação Mãos Limpas, a entidade brasileira busca o engajamento em todas as lutas populares. O desembargador catarinense Lédio Rosa de Andrade, sócio mais antigo da AJD no Estado, vai abrir o evento falando do que eles entendem ser a "responsabilidade social do poder Judiciário".

Mais detalhes sobre a entidade no site www.ajd.org.br.


EVENTO 2

Simpósio Judiciário e Imprensa

Sexta-feira, 17.4, 10 horas: a Associação Catarinense de Imprensa (ACI) e Dirigentes da Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC) discutem na Casa do Jornalista a realização da segunda edição do Simpósio Judiciário e Imprensa. O objetivo doevento é buscar identificar as dificuldades de comunicação entre a mídia e o Judiciário e, partir daí, tentar melhorar o relacionamento entre as instituições.

Explica o presidente da AMC, juiz Paulo Ricardo Bruschi: “Queremos mostrar à sociedade catarinense o dia a dia dos nossos magistrados, a importância do seu trabalho para o fortalecimento da democracia, para o respeito à dignidade humana e estímulo ao pleno exercício da cidadania, enfim demonstrar o esforço diário para levar justiça a milhares de cidadãos”.

Ilustração: Gallo Sépia

Nenhum comentário:

Postar um comentário