6 de dez de 2008

Tumulto no trânsito irrita moradores

A água que devia abastecer as casas escorre pela sargeta.

Operários trabalharam toda a manhã tentando consertar o vazamento.

Acidente foi provocado pelo trânsito pesado que cedeu a pista.

Em Cacupé um caminhão carregado de cerâmica
quebrou a ponta-de-eixo e atrapalhou o trânsito pela região.

Policial rodoviário exige que o motorista da carreta
de placas MAB-6994 (Tubarão-SC) providencie socorro e a
retirada do veículo. Ele preferiu continuar
tomando o café da manhã e chegou a ser ameaçado de prisão.


Esquina do Caminho dos Açores (Praia Comprida)
com a rodovia Haroldo Soares Glavan (estrada geral de Cacupé).


Se o trânsito na SC-401 não for liberado até o dia 14, como foi prometido pelo Deinfra, os moradores do distrito de Santo Antônio de Lisboa vão realizar um protesto e bloquear o fluxo de veículos. O pavimento se deteriora a cada dia. Hoje por volta das 2h, o tubo da Casan que conduz água para a região se rompeu no Caminho dos Açores (Praia Comprida). As casas ficaram sem água e o tráfego ainda mais lento. Quem depende de ônibus está levando até duas horas nos deslocamentos entre o bairro e o centro ou o caminho inverso nos dias de semana. Os restaurantes estão vazios. Os estabelecimentos de Sambaqui já estavam afetados pelas obras do sistema de esgoto e depois com a situação em que deixaram a rua Rafael da Rocha Píres (estrada geral). A pressão pelo protesto está partindo dos moradores sobre as entidades comunitárias que, até agora, não se manifestaram sobre esse grave transtorno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário