5 de mar de 2009

CONVOCAÇÃO
Reunião do Movimento de oposição
à destruição do Pontal de Jurerê

Pontal de Jurerê (Daniela).


Dia 7 de março de 2009, às 19 horas
(logo após a missa), na Capela da Sagrada Face.
Avenida das Palmeiras, 787, Pontal de Jurerê (Daniela).

"Na noite da última sexta-feira (27/02/2009), na Audiência Pública da Câmara Municipal de Florianópolis, que foi realizada no Salão Paroquial da Igreja da Barra do Sambaqui, diante de vários vereadores e lideranças comunitárias de nossa cidade, a CASAN revelou que vai construir a Estação de Tratamento de Esgotos da Barra do Sambaqui dentro da Estação Ecológica de Carijós e vai jogar esgoto entre o Pontal e a Ilha de Ratones Grande.

Os engenheiros desta empresa estatal também revelaram que o projeto não conta com qualquer licenciamento ambiental, sem Estudo de Impacto Ambiental-Relatório de Impacto Ambiental (EIA-RIMA) e nem estudos de correntes marinhas para o emissário que lançará o efluente tratado no mar.

Aliás, para quem não sabe, no dia 14 de janeiro de 2009, o Prefeito Municipal e o Presidente da CASAN assinaram a ordem de serviços que autoriza o início desta obra pública “meia boca” e clandestina, com base apenas em um Relatório Técnico Preliminar de 2004 e sem preencher qualquer exigência legal quanto aos licenciamentos e estudos prévios. Mesmo assim, as obras iniciarão logo, isto é, nos próximos dias.

Sem dúvida, este é o maior desastre ecológico que a região do Pontal de Jurerê (Praia da Daniela) enfrenta em toda a sua existência. Esta localidade e as praias vizinhas vão perder permanentemente a sua balneabilidade (vai se tornar imprópria para banho) e a areia vai ser substituída por “lodo”, visto que 15% dos esgotos não serão tratados.

Lógico que todos são favoráveis à existência de obras de saneamento básico, mas elas devem representar uma melhoria para a população. Ocorre que, esta obra pública vai causar prejuízos que superam muito os seus eventuais benefícios. É ridículo aceitar que o melhor que a Prefeitura de Florianópolis e a CASAN podem nos oferecer é a destruição de nossas praias.

Contudo, é possível reverter este processo de destruição com mobilização política intensa.

Com a participação maciça da população podemos convencer o Prefeito Municipal e a CASAN a alterar o projeto atual e elaborar um outro, que seja ambientalmente responsável, ainda que seja mais custoso. Nós merecemos uma solução melhor!

Assim, todos os moradores, veranistas, pescadores, empresários e líderes comunitários da Praia do Pontal de Jurerê (Praia da Daniela) e das localidades vizinhas estão convocados para a reunião que será realizada no dia 07 de março de 2009, sábado, às 19 horas (logo após a missa), na Capela da Sagrada Face, localizada na Avenida das Palmeiras, nº 787.

Esta reunião servirá para expor todos os fatos para os presentes, bem como servirá para criar um movimento local de oposição ao atual projeto irresponsável da ETE da Barra do Sambaqui.

Não há espaço para conformismo! A população precisa dizer o que quer, senão nada mudará.

Todos que tenham vontade de mudar este destino devem comparecer nesta manifestação apartidária que será composta unicamente por aqueles que amam as praias desta região, que entendem a importância da preservação do mangue de Ratones e que merecem uma alternativa ambientalmente responsável".

Conselho Comunitário do Pontal de Jurerê


Ponta do Pontal em dezembro de 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário