30 de mar de 2009

Casan apresenta projeto
global de saneamento

Instalação dos moradores da Barra do Sambaqui.

A Casan confirmou aos integrantes do Conselho Municipal de Saneamento, durante reunião na semana passada, o que já tinha revelado aos moradores de Sambaqui e Barra de Sambaqui: a empresa está disposta a abandonar as baías de Florianópolis como corpos receptores de efluentes das estações de tratamento de esgoto, optando pelo lançamento dos dejetos em alto mar através de emissários submarinos.

Segundo o conselheiro Rui Wolff, durante a reunião "a Casan apresentou um projeto de saneamento global para a Ilha. Para nossa surpresa, foram feitas grandes alterações nos projetos locais. Eles reconheceram que não poderiam lançar efluentes para dentro das baías. Estão inclusive pensando em soluções para o continente", explica. Os emissários serão lançados no Campeche e em Ingleses. "O novo projeto é melhor, integra as redes locais de coleta com ETEs e destinação final de efluentes de maneira a evitar o lançamento para dentro da baías", complementa Wolff.

A empresa também anunciou que contratou a elaboração de Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA-RIMA) e estudos das correntes oceânicas na região da Ilha de Santa Catarina. Na assembléia geral extraordinária do Conselho Comunitário da Barra do Sambaqui (CCBS), amanhã (terça, 31.3), serão apresentadas outras informações sobre a reunião do Conselho Municipal do Saneamento.

Existem algumas dúvidas que precisam ser esclarecidas, como a da localização das ETEs em quatro manguezais da Ilha: Saco Grande (já construída, em operação, com lançamento dos efluentes na Baía Norte), Ratones (Barra do Sambaqui ou Veríssimo), Tapera e Rio Tavares.
Outra dúvida é sobre a abrangência do serviço no distrito de Santo Antônio de Lisboa. A Barra do Sambaqui está fora (até agora) da coleta, assim como a maioria dos moradores das ruas transversais de Sambaqui.

Moradores da Barra de Sambaqui e Sambaqui que participaram da
audiência pública da Câmara Municipal no dia 27 de fevereiro
último, ainda aguardam informações oficiais da Prefeitura e Casan.



CCPontal ganha nova diretoria

A nova diretoria do Conselho Comunitário do Pontal de Jurerê (CC Pontal) para o biênio 2009/2011, toma posse nessa terça-feira (31.3), às 19 horas na sede da entidade (avenida das Palmeiras, 566). Na ocasião também serão empossados os membros do conselho fiscal. Diretora Executiva: Heloisa Helena Wagner da Silva (presidente), Paulo César Queiroz (vice), Nelson Pirath (diretor administrativo), Almício Lino Thisen (diretor financeiro), Kátia Maria Vieira (diretora comunitária), Therezinha Muller Seleme (diretora do meio ambiente) e Munira Terezinha Seleme (diretora secretária). Conselho Fiscal: Efetivos: Vânio Righetto, Carlos Antônio F. de Oliveira e Vilmar Tasca. Suplentes: Sonia Regina Damasco, Elisabeth Venera e Honorato Tomelin


Fórum do Rio Ratones adia eleição

Devido a falta de consenso em torno do nome do novo presidente, a assembléia geral do Fórum do Rio Ratones realizada no último dia 25, não elegeu a diretoria executiva e o conselho fiscal e deixou de homologar o conselho deliberativo. Na ocasião foi escolhida uma comissão encarregada de organizar a nova diretoria, integrada por Jorge Busato, Percy Ney Silva e Munira Seleme. Atribuições da comissão: 1) Convocar os presidentes das associações para participarem da assembléia geral; 2) Encaminhar o estatuto social para alterações pontuais; 3) Elaborar a chapa para nova diretoria da gestão 2009/2010. Próxima reunião no próximo dia 22 de abril.
...

Nenhum comentário:

Postar um comentário