3 de fev de 2009

Protesto no domingo às 15 horas

Decisão foi tomada em assembléia que acaba de acontecer



Domingo, dia 8 de fevereiro de 2009, 15 horas, entrada da Barra de Sambaqui: protesto contra a instalação de uma estação de tratamento de esgotos (ETE) junto ao manguezal de Ratones. A decisão foi tomada por cerca de 70 moradores de vários bairros do distrito de Santo Antônio de Lisboa, reunidos hoje (3.2) na segunda assembléia geral extraordinária convocada pelo Conselho Comunitário da Barra do Sambaqui, realizada no salão paroquial da Capela de São Sebastião.

Os representantes locais e de outros bairros acusaram a falta de transparência da Casan que, apesar de reiterados pedidos orais e por escrito, se nega a apresentar o projeto da rede de coleta e estação de tratamento. Apesar disso, a ordem de serviço foi assinada no último dia 14 de janeiro, no clube Avante, em Santo Antônio de Lisboa. A empresa contratada já instala alojamento e canteiro de obras e deve iniciar os trabalhos depois do Carnaval.

Com tantos furos, como a falta de transparência, o desrespeito à comunidade e a idéia de instalar uma ETE junto a importante unidade federal de conservação, nos deixa com pulgas atrás das orelhas. Ou seja, a obra vai começar, os transtornos vão acontecer, a justiça acaba (quem sabe) com a lambança, mais o dinheiro já foi... digamos... "gasto"! E o que efetivamente se espera, a coleta e tratamento dos esgotos, pode não acontecer. Tomara que não seja nada disso, que o saneamento aconteça. Mas a falta de transparência, o afogadilho, a soberba e uma certa dose de arrogância, nos deixa a todos preocupados.




Nenhum comentário:

Postar um comentário