17 de fev de 2009

O rio Veríssimo nas lentes de J. L. Cibils (1)

O repórter-fotográfico J. L. Cibils iniciou um ensaio fotográfico do rio Veríssimo e manguezal do Ratones, integrantes da Estação Ecológica de Carijós. As fotos já alimentam o Banco de Imagens da Folha Press (Folha de São Paulo). Ele cedeu algumas do rio Veríssimo ao Sambaqui na rede. Confira no final a ata da última reunião da Associação de Bairro de Sambaqui (ABS), realizada no último dia 11.2.

Foz do rio Veríssimo, na enseada do Pontal de Jurerê (Daniela).

O maricultor Lourenço da Rocha Silveira navegou com Cibils e
o titular do Sambaqui na rede pelas águas do rio Veríssimo.



O ENSAIO (1ª parte)

Atividade pesqueira garante a sobrevivência
de muitas famílias da Barra do Sambaqui.


Trecho intocado do rio Veríssimo.





Foz do rio Veríssimo. Ao fundo trecho do Pontal de Jurerê (Daniela).

"Parece um bonsai", disse Cibils ao fazer essa
foto, próximo a entrada do rio Veríssimo.


O senhor Deca-Deca percorre as imediações da foz do
rioVeríssimo. Ao fundo o manguezal de Ratones.



Associação de Bairro de Sambaqui (ABS). Ata nº 318

Aos onze dias do mês de fevereiro do ano de dois mil e nove, realizou-se, na sede da ABS, sita à Rod. Rafael da Rocha Pires, 2990, Ponta do Sambaqui, com a presença dos associados constantes da Lista de Presença anexa, reunião ordinária para deliberar, após a leitura da ata anterior, sobre os seguintes assuntos: Proposta de Parceria do Instituto Tecnologia Cultural; Oficinas do CEDUP; “Tratamento sim. Esgoto no mangue, não”; Contabilidade ABS; Mostra Cultural e Esportiva – Gincaponta 2009; Instrução Normativa SRF nº 87, de 31/12/1996; e outros informes.

Proposta do Instituto Tecnologia Cultural - A diretoria da Organização Não Governamental apresentou a proposta de parceria, composto de análise para elaboração e acompanhamento de projetos junto a comunidade, implementação de Núcleo Digital Permanente; Intercâmbio Educativo e Cultural; e execução de projeto de restauração do Casarão, a equipe requer espaço físico para 12 computadores e sala de reuniões e a parceria teria prazo definido de 05 anos. Decidiu-se por debater mais profundamente, entre os membros da diretoria da ABS, alguns aspectos da proposta e informar a Sra. Renata, diretora da ONG, até o dia vinte de fevereiro a decisão da Associação.

Oficinas do CEDUP – O CEDUP JL, escola profissionalizante, parceira da ABS, que tem realizado as oficinas de tear, solicitou a manifestação da Associação até 12/02/2009, sobre os cursos que iremos pleitear para este ano. Ficou acertada a solicitação dos cursos de Tear manual Básico; Tecelagem de Roupas (Tear avançado); artes aplicadas (patch colagem, costura manual, bordados em pedrarias, etc.); e oficina de oleiro e cerâmica.

“Tratamento sim. Esgoto no mangue, não” – Os senhores Marcos Antonio Cardoso e Maribel Dambrós fizeram uma explanação sobre a manifestação ocorrida no domingo passado, 08/02/2009, relatando o envolvimento dos moradores e a evolução no engajamento popular nas manifestações. Foi oficializada a participação da ABS no movimento por intermédio da votação dos presentes e ficou acertado que nossa porta voz para o assunto será a Sra. Gioconda Lessing Rosito, por ter conhecimento técnico e ser a relações públicas da Associação. A Sra. Dóris Gomes trouxe “mosquitinhos” para serem colocados nas caixas postais das residências convidando para o Ato Público que ocorrerá no próximo dia 14/02/2009, saindo da entrada da Barra em carreata até a Praça de Santo Antonio de Lisboa, além do abaixo assinado para a população se manifestar. A presidente da ABS, Sra. Regina Di Marcantonio, propôs a remessa de carta ao Sr. Presidente da CASAN, solicitando sua reflexão e reposicionamento quanto ao processo de saneamento da cidade de Florianópolis, pediu a opinião dos presentes e todos concordaram com a sugestão do Sr. Celso Martins de que a correspondência deveria ser encaminhada pois iria demonstrar que a comunidade está acompanhando e participando do processo. Sr. Rubbn sugere convidar comunidade técnico científica das Universidades, para falar sobre o assunto em pauta.

Contabilidade – Foi comunicado que o escritório de contabilidade reforçou a necessidade de se ter Nota Fiscal de todos os serviços que forem prestados para a ABS, quando se contratar serviços de autônomos, os mesmos deverão fornecer Nota da Prefeitura, ou fornecer todos os dados necessários (Nome completo, CPF, PIS e endereço) para que a Associação possa solicitar a mesma no Pró Cidadão.

Mostra Cultural e Esportiva – Gincaponta 2009 – A Tesoureira da ABS, Sra. Zeneide Mello, apresentou uma prévia da prestação de contas e mostrou sua preocupação com relação à contratação do palco e a forma de pagamento do serviço de som. Ficou acertado que, após contatar o escritório de contabilidade se verificaria a melhor alternativa para solucionar as questões.

Instrução Normativa SRF nº 87, de 31/12/1996 – Foi informada a exigência de se apresentar declaração firmada pela Associação quando do recebimento de qualquer doação/movimentação na conta corrente. Estamos pesquisando, por exigência da lei, a data da expedição, da publicação e páginas do Diário Oficial do Estado, onde consta a nossa declaração de Utilidade Pública Municipal.

Relativamente à Restauração do Casarão, foi informado que, devido a Prefeitura Municipal estar em processo de transição dos funcionários de cargos de confiança, o processo de licitação para restauração do Casarão será retomado assim que se defina seu quadro funcional.

Sobre a aula experimental de Tai Shi Chuan, que acontecerão toda segunda e quarta-feira na ponta do Sambaqui, foi informado que o início das aulas será no dia dois de março.

Finalizando, os senhores Rodrigues Viana, Leonardo Brito e Marcelo Rocha, solicitaram que verifiquemos a possibilidade de formalizar parcerias para realizar mais apresentações do Boi de Mamão e também para a realização de oficinas de artes cênicas. Vamos contatar a UDESC e a Fundação Franklin Cascaes com esse intuito. Nada mais havendo a tratar deu-se por encerrada a reunião, que terá a lista de presença anexada no Livro de Atas.

Um comentário:

  1. Oh Celso! Qe fotos lindas! Um refúgio intocado desses debaixo do nosso nariz e a gente nem conhece...e nem vai ver mais se a estação de tratamento de esgoto se intalar ali. Dá uma dor no coração...
    Parabéns pelo blog, tô viciada, olho todos os dias! heheh
    bjs
    zeneide

    ResponderExcluir