28 de jan de 2009

Estação de esgoto na Barra é questionada

Presidente da Casan, Walmor de Luca, no momento em que garantiu
a lideranças da Barra de Sambaqui que se reuniria com a comunidade
para explicar o projeto. A promessa foi testemunhada pelo
Sambaqui na rede e aconteceu após o recente ato de assinatura
da ordem de serviços para a execução da rede de esgotos do distrito,
realizado no clube Avante, em Santo Antônio de Lisboa.

Preocupado com a implantação da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) no estuário dos rios Ratones e Veríssimo (Barra do Sambaqui), o Conselho Comunitário local se reúne nesta quinta-feira (29.1), às 20h30, para discutir o assunto. "Já faz muito tempo que tentamos um contato com a Casan e não tivemos sucesso até agora. Ninguém da Casan nos apresentou o projeto técnico ou se reuniu com a gente para esclarecer as coisas", garante Adriane Ferreira., integrando do movimento que contesta a localização da ETE. A comunidade deve recorrer ao Ministério Público e realizar manifestações de rua para chamar a atenção sobre o problema. "A estação vai ficar dentro do mangue. Na época de luz cheia a maré sobe e cobre tudo", garante Adriane. A reunião acontece no salão paroquial da capela de São Sebastião.


Capela de Ratones pode virar espaço cultural

Sobre a ameaça de demolição denunciada por Edson Luis (Velho Bruxo, autor da foto ao lado), chegou a seguinte mensagem de Sérgio Luiz Ferreira. "Celso, eu conversei com o vereador Dinho sobre a capela de Ratones. Já tinha conversado antes. Ele já tem um projeto de restauração na mão. Vou levar a ele hoje um plano de ocupação da capela como espaço cultural. Vamos tentar salvar esse patrimônio. Abraço, Sérgio".

Nenhum comentário:

Postar um comentário