13 de nov de 2008

Sambaqui: o caos provocado




A estrada geral de Sambaqui tem a denominação de Rafael da Rocha Pires e a homenagem é justa. Afinal, foi ele quem literalmente construiu a via, quando foi Intendente do Distrito de Santo Antônio de Lisboa. Digo literalmente porque ela atravessa pontas de mar e costões em quase toda a extensão, substituindo a mais antiga, que seguia pelas encostas dos morros e cujos vestígios ainda existem. Primeiro foi feito um leito de pedras, grandes, seguido da colocação de pedras menores, areia e depois barro, até a pista ficar pronta para receber o pavimento.

Alguns moradores mais antigos, como o senhor Timotinho Ferreira, acompanharam aquela obra. E quem acompanha as obras atuais, deve ter observado o tamanho das pedras, muitas com cortes feitos por um operário, outras apresentando cascas de ostras. Foi por isso que a empreiteira responsável pelo assentamento da tubulação de coleta de esgotos apanhou tanto. E, por conta disso, restaram inúmeros problemas ainda sem solução que seja do conhecimento público. A saber:


1. As obras foram suspensas e devem ser retomada só em março;


2. Trechos do sistema de drenagem foram danificados durante as obras do esgoto e as poças d’água tomam conta;


3. A desestabilização de muitos pontos da estrada é visível, principalmente no lado do mar e, em alguns locais ,o leito da estrada cede;


4. Boa parte da rua continua sem pavimentação e o que foi repavimentado apresenta centenas de buracos.


O pior de tudo é a absoluta falta de informação. O Intendente Maurício Meurer, apontado como um dos melhores nas últimas décadas, talvez o melhor, não vai conseguir resolver tudo sozinho. O verão está chegando e não há sinal de que as coisas possam melhorar. O blog SAMBAQUI NA REDE entrou no circuito depois que chegaram três e-mails reclamando da situação. Pelo menos uma pessoa, o cineasta Francisco Pereira, deixou de visitar Sambaqui por causa desses problemas. Uma conhecida resumiu: “A estrada parece um liquidificador”.



Cidadão indignado

Caro vizinho de bairro, não lembro de vc mas com certeza nos conhecemos pelo menos de vista, o que vc acha q podemos fazer para mostrar para a população de Floripa oq está acontecendo em nosso bairro, o descaso dos órgãos públicos para com os moradores de Sambaqui, porque sempre fomos ignorados pela prefeitura desta cidade? Moro neste bairro há 20 anos e o nosso acesso a ele sempre foi precário, acho q deveríamos queimar pneus ou qualquer outra coisa e bloquear de vez o acesso para chamar a atenção das AUTORIDADES e da população, se vc tiver alguma idéia ou amigos q tenham poderíamos nos reunir e começar a tomar atitudes pois do jeito q a coisa está não dá mais para agüentar, precisamos fazer alguma coisa, aguardo resposta, abraço,” (segue o nome).




Margem de curso d'água

Onde foi parar a vegetação (mata ciliar) que protegia a foz desse rio?



PS - Todas as fotos foram feitas hoje (13.11.2008) à tarde pelo titular do Sambaqui na Rede.

2 comentários:

  1. Revolta e entristece o descaso do poder público. Um lugar tão maravilhoso quanto o Sambaqui não merece isso. E o pior é pensar que esta não é a única região deixada de lado...

    ResponderExcluir
  2. No dia seguinte à reeleiçao do prefeito postei uma pergunta ao Dario no chat da RBS: "é verdade que as obras vão para e só recomeçar em março?" Resposta do prefeito eleito: "não é verdade!". Pergunto eu, um morador de Sambaqui há quase 10 anos: quem estava mentindo? As máquina sumiram e apenas alguns gatos pingados fazem uma "operação tapa buracos" de pá e enxada. Na ocasião sugeri à RBS que viesse comprovar o estado que ficou o nosso bairro. Eles vieram, filmaram e colocaram no ar. Mas foi pouco, precisamos gritar mais alto.
    Saudações

    ResponderExcluir