26 de nov de 2008

R$ 1,97 bi, a promessa de Lula

Presidente durante coletiva ao lado do governador Luiz Henrique.
Navegantes (SC), 26/11/2008 - Foto: Neiva Daltrozo/SECOM


Florianópolis (26/11/2008) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou nesta quarta-feira (26) as regiões atingidas pelas chuvas no Estado e assinou a Medida Provisória que prevê a liberação de recursos para Santa Catarina recuperar os estragos causados pelas águas. Os recursos estão inseridos num total de R$ 1,97 bilhão a serem destinados aos estados afetados por enchentes. Desse montante, R$ 720 milhões serão destinados à Defesa Civil, R$ 350 milhões à recuperação de portos, R$ 280 milhões à recuperação de estradas, R$ 150 milhões a ações das Forças Armadas e R$ 100 milhões a ações de saúde.

Santa Catarina ficará com o total previsto para as áreas de saúde e de portos. Dos R$ 280 milhões voltados para a recuperação de estradas, R$ 129 milhões também irão para o Estado, e a estimativa preliminar do Ministério da Integração Nacional é de que Santa Catarina receba R$ 100 milhões da parte destinada à Defesa Civil.

Além dos recursos que virão por meio de medida provisória (R$ 1,6 bilhão), o Ministério da Fazenda está fazendo aporte específico de R$ 370 milhões para o Governo do Estado de Santa Catarina, por meio de títulos públicos, a serem utilizados na recuperação das rodovias atingidas pelas enxurradas.

Ao desembarcar no aeroporto de Navegantes, acompanhado do ministro da Defesa Nelson Jobim, o presidente foi recebido pelo governador Luiz Henrique, a senadora Ideli Salvatti e pelo prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni. Em companhia do governador, o presidente sobrevoou as áreas mais afetadas pelas chuvas. Após o sobrevoar parte dos municípios atingidos no Vale do Itajaí, o helicóptero Super Puma do Exército retornou com as autoridades a Navegantes.

Em entrevista, o presidente lembrou a situação em outras regiões do País, observando que, enquanto os nordestinos rezam coletivamente para chover, esta é a hora para que os catarinenses rezem coletivamente para parar de chover. Ao conclamar para o momento de solidariedade, Lula adiantou que vai encaminhar ao Ministério da Fazenda o pedido de prorrogação do recebimento de impostos para as cidades afetadas, além da solicitação para liberar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) aos que perderam tudo com a enchente.

(Secretaria de Estado de Comunicação/Governo de Santa Catarina)

Nenhum comentário:

Postar um comentário