17 de nov de 2008

Nildão agradece o apoio recebido


É graça divina começar bem.

Graça maior persistir na caminhada certa.

Mas graça das graças é não desistir nunca.

Dom Hélder Câmara


Florianópolis, novembro de 2008


Prezado(a) Amigo(a)


Quero agradecer profundamente a você que apoiou nossa candidatura, que conheceu nossas idéias e o nosso compromisso com a cidade. Você, que com mais 16.171 pessoas, confirmou nas urnas outro projeto de cidade, fique certo de que a semente germinou.

Quero também agradecer a forma carinhosa e atenciosa pela qual fomos recebidos também durante a campanha pela ampla maioria que, mesmo não sendo “credora” nestas eleições do nosso projeto político, nos recebeu com consideração e respeito.

Eu tinha clareza exata do imenso desafio que estava enfrentando. Estava há 4 anos afastado literalmente da atividade pública, desde quando deixei o mandato de vereador. Além disso, enfrentei conscientemente o desafio de organizar uma campanha a prefeito faltando apenas seis meses para as eleições. Tudo isso, em um pleito em que a maioria dos concorrentes detinham mandato eletivo ou possuíam ampla exposição pública. No entanto, procuramos defender nessas eleições, propostas concretas e factíveis para vários dos dilemas que enfrentamos na nossa cidade, fruto do auxílio e debate com vários técnicos e profissionais dos setores envolvidos. Algumas dessas propostas, particularmente a da mobilidade urbana (transporte e trânsito), representam um desafio para os centros urbanos, já é uma realidade em várias cidades do mundo e continuará sendo exigência dos tempos atuais em Florianópolis.

Saio desta batalha de cabeça erguida, convicto de que combatemos um bom combate; fizemos uma campanha com um nível de debate elevado.

Deixo aqui o compromisso de seguir adiante na defesa dos interesses mais caros da nossa gente, continuando minha relação com as organizações e movimentos sociais, na defesa da justiça social e persistindo na busca de um projeto de desenvolvimento planejado para a cidade, que preserve nossa qualidade de vida e nossas belezas naturais.

E é reproduzindo um pensamento do saudoso companheiro Henrique de Souza Filho, o Henfil, que me despeço com alegria e gratidão: Se não houve frutos, valeu a beleza das flores. Se não houve flores, valeu a sombra das folhas. Se não houve folhas, valeu a firmeza do caule. Se não houve caule, valeu a intenção da semente.


Um beijo no coração de todos(as)!


Nildomar Freire - Nildão

Nenhum comentário:

Postar um comentário